PLANO DE CURSO  
ANO: 2021
 
CURSO: BACHARELADO EM FISIOTERAPIA SÉRIE: 04
DISCIPLINA: FISIOTERAPIA EM ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA    
 

Aulas Teóricas: 76

A) EMENTA
Avaliação e intervenção fisioterápica nas alterações posturais: Alterações posturais da coluna vertebral (hiperlordose e retificação cervical e lombar, hipercifose torácica e escoliose). Alterações posturais dos membros inferiores (pé cavo, plano e joelho valgo e varo). Cinesioterapia e posturas de alongamento em cadeia muscular. Pompagens e técnicas miofasciais. Avaliação e intervenção fisioterápica nas fraturas. Introdução: Modalidades terapêuticas em traumatologia. Fraturas específicas da cintura escapular e do membro superior. Fraturas da escápula e clavícula. Fraturas do úmero: proximal, diáfise e supra-condileana. Fraturas dos ossos do antebraço. Fraturas dos ossos do carpo e mão. Fisioterapia nas fraturas específicas da cintura pélvica e do membro inferior. Fraturas dos ossos da pelve. Fraturas do fêmur: colo, trocantérica, diafisária e intercondilar. Fraturas da patela. Fraturas da tíbia e fíbula. Fraturas do tornozelo e pé. Lesões nervosas periféricas associadas às fraturas. Fisioterapia nos Traumatismos articulares: Reação inflamatória e resposta articular ao trauma: Ombro (Luxações e sub-luxações gleno-umeral e acrômio-clavicular). Joelho e tornozelo (Entorses, lesões meniscais e cápsulo-ligamentares). Quadril (Fratura-luxação). Reeducação Proprioceptiva. Implantação de programas de prevenção em saúde publica para enfermidades ortopédicas e principalmente dos desvios posturais.
B) OBJETIVOS / COMPETÊNCIAS
Promover aprendizado teórico-prático em Fisioterapia em Ortopedia e Traumatologia, visando o conhecimento das afecções ortopédicas e da avaliação fisioterapêutica do paciente traumato-ortopédico, possibilitando ao aluno uma maior ampliação na sua formação com competências, habilidades e conteúdos que asseguram a sua atuação profissional.

C) BASES TECNOLÓGICAS (CONTEÚDO PROGRAMÁTICO)
Avaliação e intervenção fisioterápica nas alterações posturais
- Alterações posturais da coluna vertebral (hiperlordose e retificação cervical e lombar, hipercifose torácica e escoliose).
- Alterações posturais dos membros inferiores (pé cavo, plano e joelho valgo e varo).
- Cinesioterapia e posturas de alongamento em cadeia muscular.
- Pompagens e técnicas miofasciais.
Avaliação e intervenção fisioterápica nas fraturas.
- Introdução: Definição e classificação dos tipos de fraturas existentes
- Modalidades terapêuticas em traumatologia.
Fraturas específicas da cintura escapular e do membro superior - Definição, epidemiologia, avaliação e intervenção fisioterapêutica:
- Fraturas da escápula e clavícula.
- Fraturas do úmero: proximal, diáfise e supra-condileana.
- Fraturas dos ossos do antebraço.
- Fraturas dos ossos do carpo e mão.
Fisioterapia nas fraturas específicas da cintura pélvica e do membro inferior - Definição, epidemiologia, avaliação e intervenção fisioterapêutica:
- Fraturas dos ossos da pelve.
- Fraturas do fêmur: colo, trocantérica, diafisária e intercondilar.
- Fraturas da patela.
- Fraturas da tíbia e fíbula.
- Fraturas do tornozelo e pé.
- Lesões nervosas periféricas associadas às fraturas.
Fisioterapia nos Traumatismos articulares
- Reação inflamatória e resposta articular ao trauma;
- Ombro (Luxações e sub-luxações gleno-umeral e acrômio-clavicular).
- Joelho e tornozelo (Entorses, lesões meniscais e cápsulo-ligamentares).
- Quadril (Fratura-luxação).
- Reeducação Proprioceptiva.
- Implantação de programas de prevenção em saúde pública para enfermidades ortopédicas e principalmente dos desvios posturais.

D) ATIVIDADES DISCENTES
A disciplina será desenvolvida por meio de aulas expositivas com a utilização de recurso multimídia (slides e arquivo pptx.), sempre mediadas pela participação dos alunos e por discussões realizadas em grupo referente às leituras previamente recomendadas e apresentação de seminários com temas pertinentes aos assuntos estudados em sala de aula. Além disso ocorrerá aulas práticas buscando uma melhor visualização da técnica de avaliação e/ou intervenção.

E) AVALIAÇÃO
A avaliação será baseada nas notas de três provas escritas composta por testes de múltipla escolha e questões dissertativas, com atribuição de nota de 0 (zero) a 10 (dez) pontos e seminários. A nota final do semestre será determinada pela média aritmética das notas das provas escritas mais a nota dos seminários.

F) BIBLIOGRAFIA BÁSICA
CORRIGAN, B.; MAITLAND, G. D. Ortopedia e reumatologia: diagnóstico e tratamento. São Paulo: Premier, 2000.

GREVE, J. M. D.; AMATUZZI, M. M. Medicina de reabilitação aplicada a ortopedia e traumatologia. São Paulo: Roca, 1999.

HOPPENFELD, S. Propedêutica Ortopédica, Coluna e Extremidades. Rio de Janeiro: Atheneu, 1985.

G) BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR
REIDER, B. O exame físico em ortopedia. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2001.

SNIDER, R. K. Tratamento das doenças do sistema musculoesquelético. São Paulo: Manole, 2000.

TISDWELL, M. Cash: ortopedia para fisioterapeutas. São Paulo: Premier, 2001.

DUTTON, Mark. Fisioterapia Ortopédica, Exame, Avaliação e Intervenção. Porto Alegre: Ed. Artmed, 2010.

Leitura recomendada
BIENFAIT, M. Os desequilíbrios estáticos: fisiologia, patologia e tratamento fisioterápico. São Paulo: Summus, 1995.

MARQUES, A. P. Cadeias musculares: um programa para ensinar avaliação fisioterapêutica global. São Paulo: Manole, 2000.

Handoll HHG, Brorson S. Interventions for treating proximal humeral fractures in adults. Cochrane Database of Systematic Reviews 2015, Issue 11. Art. No.: CD000434. DOI: 10.1002/14651858.CD000434.pub4. Accessed 12 February 2021.