PLANO DE CURSO  
ANO: 2021
 
CURSO: BACHARELADO EM FISIOTERAPIA SÉRIE: 03
DISCIPLINA: CINESIOTERAPIA    
 

Aulas Teóricas: 76

A) EMENTA
Definição, objetivos e considerações sobre Cinesioterapia. Introdução ao movimento. Exercícios terapêuticos: ativo livre, ativo assistido, ativo-resistido, passivo, análise das marchas patológicas mais comuns. Aplicações terapêuticas para coluna vertebral e suas deformidades, coordenação, transtornos circulatórios, nas áreas de Neurologia, Ortopedia e Traumatologia, Pneumologia, Ginecologia e Obstetrícia, Cardiologia, Geriatria.
B) OBJETIVOS / COMPETÊNCIAS
Proporcionar ao aluno raciocínio clínico/crítico na prática da Fisioterapia, conhecimento das práticas terapêuticas envolvidas na manutenção e recuperação do movimento, frente as especificidades clínicas e das estruturas trabalhadas.


C) BASES TECNOLÓGICAS (CONTEÚDO PROGRAMÁTICO)
- Barreira fisiológica e patológica da amplitude de movimento articular e muscular, e na mobilização articular
artrocinemática e osteocinemática.
- tipos de mobilização: passiva, ativa,ativo-assistida, mobilização passiva contínua
- Indicações e critérios para a escolha de cada tipo de mobilização articular;
- Limitações de cada tipo de mobilização articular
- Efeitos terapêuticos das mobilizações articulares: sobre os tecidos ósseo, muscular, cartilagem, tendões, ligamentos e cápsulas.
- Prevenção da síndrome do imobilismo
- contra-indicações para cada tipo de mobilização articular;
- Precauções: cuidados em relação aos ângulos de movimento, compensações, velocidade e ritmo do movimento, estabilização e posicionamento do paciente, condições inflamatórias e cirúrgicas.
- Graus de mobilização articular
- Recursos que podem ser associados às mobilizações articulares: bolas, bastões, faixa elástica.
FORTALECIMENTO MUSCULAR:
- Características Funcionais dos Músculos:
- Potencial da Fibra Muscular;
- Funções dos músculos;
- Componentes mecânicos do músculo;
- Ações musculares gerais.
Definições: Força,Torque, resistência, potência muscular
Tipos de contração muscular: concêntrica, excêntrica e isométrica;
- Fatores que influem a produção de Força Muscular: Ângulo de Inserção do Músculo; Relação Comprimento-Tensão;
Relação Força Velocidade; Ciclo Alongamento Encurtamento;
Músculos Uni e Biarticulares Tipo de contração. Tipo de fibra muscular
- Treinamento de força: Efeitos do treinamento:adaptações neurais e estruturais nos músculos; Efeitos sobre os tecidos ósseo, ligamentar, tendíneo;
- Princípios e fatores que influenciam no treino de força muscular: predisposição genética, especificidade do treinamento, intensidade e volume do treinamento, repouso, reversibilidade;
- Adaptações no treino de força e resistência para o não atleta e para o atleta, idosos, crianças e adolescentes
- Exercícios resistidos: modalidades e recursos
- Exercício isocinético
- Tipos de cadeias: cadeia cinética aberta e fechada
- Indicações dos tipos de contração muscular x fortalecimento
- Número de séries, repetições e carga x objetivos do treinamento
- Treinamento com resistência submáxima e máxima
Página 2 de 2.
- Precauções : Arcos de movimento x sobrecarga articular, tamanho das alavancas, tipos de contração, quantidade de carga, Manobra de Valsalva,Respiração,Dor muscular de início tardio,fadiga.
- Contra-indicações:quadros inflamatórios, dolorosos, restrições em relação a evolução da patologia e/ou cirurgia.
ALONGAMENTOS:
Definições: flexibilidade e alongamento muscular;propriedades dos músculos (elasticidade, extensibilidade e palsticidade)
Mecanismos neurofisiológicos envolvidos no alongamento: fuso muscular, reflexo de estiramento,inibição reflexa e inibição recíproca
Técnicas de alongamentos
Alongamento estático: passivo e ativo;
Técnicas de facilitação neuromuscular proprioceptiva (FNP) para o alongamento: Contração-relaxamento; Contração-relaxamento- contração
Alongamento passivo mecânico prolongado
Precauções:posicionamento adequado, estabilização correta, compensações, exercícios com ritmo lento e gradual,respiração, limite de cada paciente, tempo de manutenção e número de repetições
Aula prática: abordagem das diferentes técnicas de alongamento para MMSS e MMII
PROPRIOCEPÇÃO:
Definição;
Fisiologia envolvida na propriocepção: vias e mecanorreceptores(tipos,localização e função)
Técnicas e recursos de treinamento para restabelecimento ou incremento de propriocepção.
Contra-indicações:quadros dolorosos, inflamatórios, restrições protocolos cirúrgicos
PLIOMETRIA:
Definição;
Indicações;
Tipos de treinamentos pliométricos.


D) ATIVIDADES DISCENTES
Participação de aulas teóricas e práticas; seminários e atividades em grupo, na sala de aula ou laboratório.


E) AVALIAÇÃO
Teórica e prática bimestral.


F) BIBLIOGRAFIA

BÁSICA
HALL, C. M.; BRODY, L.T. Exercício Terapêutico na Busca da Função. 6 ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2012.
KISNER, C. Exercícios terapêuticos: fundamentos e técnicas. 5 ed. São Paulo: Manole, 2009.
XHARDEZ, Vade-mécum de Cinesioterapia. 4 ed. São Paulo: Andrei, 2001.


COMPLEMENTAR
KOTTKE, F. J.; LEHMANN, J. F. Tratado de medicina física e reabilitação de krusen. 4 ed. São Paulo: Manole, 1994.
MARQUES, A. P. Cadeias Musculares. Editora Manole, 2000.