PLANO DE CURSO  
ANO: 2021
 
CURSO: ENFERMAGEM SÉRIE: 05
DISCIPLINA: ENFERMAGEM EM TERAPIA INTENSIVA NEONATAL    
 

Aulas Teóricas: 152

A) EMENTA
A disciplina aborda a identificação e intervenção nas necessidades de saúde do RN com vistas à manutenção da vida e prevenção de agravos secundários à terapêutica, permitindo ao Enfermeiro atuar na assistência ao RN e sua família nas diversas fases da internação, preparo para a alta e o enfrentamento do óbito.

B) OBJETIVOS / COMPETÊNCIAS
Conhecer os procedimentos e cuidados direcionados ao atendimento do RN prematuro e/ou gravemente enfermo/instável.
Conhecer os aspectos gerais do cuidado à criança em UTI Neontal.
Conhecer os principais instrumentos terapêuticos e farmacológicos utilizados na assistência intensiva Neonatal.
Conhecer os aspectos que influenciam a oferta e o consumo alimentar do recém-nascido, bem como as sua necessidades alimentares.
Conhecer os Diagnósticos e Intervenções de Enfermagem para necessidades assistenciais dos Recém-Nascidos contidos nos Domínios: Promoção da Saúde, Nutrição, Eliminação e Troca, Atividade e Repouso, Percepção e Cognição, Enfrentamento/Tolerância ao Estresse, Segurança e Proteção, Conforto.


C) BASES TECNOLÓGICAS (CONTEÚDO PROGRAMÁTICO)
Fatores pré-natais, pré e intra-parto: Hipertensão e Diabetes materno; Uso de drogas, fumo e álcool na gestação e no parto; HIV: Parto de mãe portadora e doente; Parto distócito; Sofrimento Fetal agudo; Descolamento prematuro de placenta e parto de urgência/emergência.
Atendimento ao RN Prematuro: Aspectos do cuidado em UTI neonatal - vínculo materno; Transporte do RN para a UTI e preparação de leito; Caracterização do RN prematuro; Humanização e Abordagem Desenvolvimental nos Cuidados; Conforto no período neonatal; Assistência ao RN prematuro imediatamente após o parto: Controle da Hipotermia, Prevenção contra Sangramentos, Controle do Ambiente; Nutrição do RN prematuro: Sondagem Gástrica, Alimentação oral no copinho, Aleitamento Materno; Refluxo Gastroesofágico; assistência aos pais do RN prematuro.
Assistência altamente especializada: Cateterização Umbilical; Cateterização Venosa cirúrgica; Cateterização das Vias Aéreas.
Drogas utilizadas em UTI Neonatal: Sedação e analgesia do RN, Controle e diagnóstico da Dor Neonatal; Antibioticoterapia, Expansores de volume, Surfactante, Drogas vaso-ativas.
Controle da Infecção na UTI Neonatal: Sepse, meningite, infecção fúngica.
O RN cirúrgico: Doença congênita do coração e do sistema digestivo.
Família de RNs com Necessidades Especiais: Doença Crônica; Morte Súbita; Reações da família à doença crônica ou incapacitante; Fatores que afetam o ajuste da família: Luto antecipado, Luto agudo, Luto da perda; Impacto da doença crônica ou incapacitante sobre o desenvolvimento do RN. Reações do enfermeiro ao lidar com o RN agonizante.

Sistematização da Assistência de Enfermagem


Atividades Práticas
Os estudantes implementarão as intervenções, utilizando manequim e material hospitalar no Laboratório de Prática durante aulas de Prática Simulada, a fim de se familiarizarem e adquirirem habilidade de raciocínio clínico e capacidade de tomada de decisões clínicas para atuarem nas unidades de estágio supervisionado.


D) ATIVIDADES DISCENTES
Os estudantes deverão realizar Estudo Dirigido, Estudos de Caso e Prática Simulada conforme os temas indicados para estudo extra-aula no Laboratório de Práticas.


E) AVALIAÇÃO
Os estudantes serão avaliados por meio de Provas Teóricas, Provas Práticas, Apresentação de Estudos de Caso, além da sua participação nas atividades propostas intra e extra-aula, interesse, e evolução do conhecimento.


F) BIBLIOGRAFIA BÁSICA
COSTA, H. P. F.; MARBA, S. T. O recém nascido de muito baixo peso. São Paulo: Atheneu, 2003.
Diagnósticos de Enfermagem da NANDA: definições e classificação 2007-2008/North American Nursing Diagnosis Association; tradução Regina Machado Garcez. Porto Alegre: Artmed, 2008.
DOCHTERMAN, J. M.; BULECHEK, G. M. Classificação das Intervenções de Enfermagem (NIC). 4 ed. Porto Alegre: Artmed, 2008.
VIANA, D. L.; CONTIM, D. Manual de Procedimentos em Pediatria. Organizadores. São Caetano do Sul: Yendis, 2006.