PLANO DE CURSO  
ANO: 2020
 
CURSO: ENFERMAGEM SÉRIE: 3
DISCIPLINA: ENFERMAGEM NA SAÚDE DO ADULTO E DO IDOSO    
 

Aulas Teóricas: 152

A) EMENTA

A disciplina aborda a identificação de situações-problema e a intervenção nas necessidades de saúde individuais, coletivas e familiares do ser humano adulto e idoso, permitindo ao Enfermeiro atuar e gerenciar a prevenção, tratamento e reabilitação dos agravos sofridos pelos pacientes nestas fases da vida.


B) OBJETIVOS / COMPETÊNCIAS

- Conhecer a fisiopatologia, tratamento, reabilitação e aspectos preventivos das principais doenças relacionadas às funções Respiratória, Cardiovascular, Digestiva e Gastrointestinal, Metabólica e Endócrina, Renal, Reprodutiva masculina, Imunológica, Tegumentar, Sensorial, Neurológica e Musculoesquelética, a que estão sujeitos os seres humanos nas fases adulta e idosa de vida, nos níveis individual, familiar e comunitário.
- Ser capaz de aplicar métodos de semiologia e semiotécnica para a identificação das necessidades de saúde de adultos e idosos, famílias e comunidades.
- Conhecer os aspectos sócio-econômicos e psicológicos que influenciam o consumo alimentar dos adultos e idosos, bem como as necessidades alimentares dos indivíduos nessas fases da vida para avaliação nutricional, assistência e educação nutricional.
- Conhecer os Diagnósticos de Enfermagem a partir das respostas dos adultos, nos níveis individual, familiar e comunitário, a problemas de saúde/processos vitais contidos nos Domínios: Promoção da Saúde, Nutrição, Eliminação e Troca, Atividade e Repouso, Percepção e Cognição, Sexualidade, Enfrentamento/Tolerância ao Estresse, Segurança e Proteção, Conforto.
- Reconhecer as Intervenções de Enfermagem prioritárias para a satisfação das necessidades de saúde identificadas (SAE).
- Relacionar os sinais e sintomas clínicos das respostas humanas à fisiopatologia das doenças que acometem os adultos: respiratórias, cardiovasculares, endócrinas, reumatológicas, imunológicas, urinárias, digestivas, dermatológicas, e outras (SAE).
- Conhecer meios e instrumentos de orientação e educação para o autocuidado do adulto nos níveis individual, familiar e comunitário (SAE).


C) BASES TECNOLÓGICAS CLÍNICAS (CONTEÚDO PROGRAMÁTICO)

- Função Respiratória: Avaliação das Vias Aéreas Superiores; Avaliação Diagnóstica da Função Respiratória; IVAS; Resfriado Comum; Herpes Simples; Sinusite; Rinite; Faringite; Amigdalite; Laringite; Asma.
- Função Cardiovascular: Hipertensão Arterial; Insuficiência Cardíaca; Trombose Venosa Profunda; Tromboflebite; Úlceras Venosas e arteriais; AVE; Aneurismas.
- Função Digestiva e Gastrintestinal: Anormalidades da cavidade oral; Distúrbios de Motilidade; RGE; Hérnia de Hiato; Divertículo; Gastrite e Úlcera Péptica; Cirrose Hepática; Aconselhamento Nutricional: Avaliação da qualidade e quantidade de nutrientes ingeridos; Digestão dos alimentos - ação enzimática; Necessidades e hábitos nutricionais dos adultos e idosos; Fatores que interferem na qualidade da alimentação; Índice de Massa Corporal e o Diagnóstico Nutricional de Adultos e Idosos.
- Função Metabólica e Endócrina: Cirrose Hepática; Diabetes Mellitus; Doenças da tireoide.Tratamento.
- Função Renal: Exames Diagnósticos: Urina I e Urocultura; Retenção Urinária; ITU.
- Função Reprodutiva Masculina: Hiperplasia Benigna da Próstata, Câncer de Próstata; Estenose Uretral.
- Função Imunológica: Dermatite de Contato; Alergia Alimentar; Doença do Soro; Artrite Reumatóide.
- Função Tegumentar: fatores interferentes na Cicatrização; tipos de lesões; Causas e Complicações; Cuidados com Feridas: Cicatrização de Primeira, Segunda e Terceira Intenção; Prevenção e Tratamento.
- Função Sensorial: Assistência de Enfermagem ao Paciente com Comprometimento Visual; Distúrbios do Ouvido: Otite Externa; Otite Média; Cinetose; Aparelhos Auditivos.
- Função Neurológica: Acidente Vascular Encefálico; Aneurismas; Cefaléia; Enxaqueca. Tratamento
- Função Musculoesquelética: Cuidados com Paciente com Gesso; Lombalgia; Contusão; Luxação; Fratura; Assistência ao Paciente com problemas Ortopédicos sem exposição óssea: Imobilização, Aplicação de Calor e Frio, Verificação e Manutenção da Perfusão.

- Sistematização da Assistência de Enfermagem
- MCCP


D) ATIVIDADES PRÁTICAS

Os estudantes implementarão as intervenções, utilizando manequim e material hospitalar no Laboratório de Prática durante aulas de Prática Simulada, a fim de se familiarizarem e adquirirem habilidade de raciocínio clínico e capacidade de tomada de decisões clínicas para atuarem nas unidades de estágio supervisionado.


E) ATIVIDADES DISCENTES

Os estudantes deverão realizar Estudo Dirigido, Seminário, Estudos de Caso e Prática Simulada conforme os temas indicados para estudo extra-aula no Laboratório de Práticas.


F) AVALIAÇÃO

Os estudantes serão avaliados por meio de Provas Teóricas, Provas Práticas, Apresentação de Estudos de Caso e Seminário; além da sua participação nas atividades propostas intra e extra-aula, interesse, e evolução do conhecimento


G) BIBLIOGRAFIA BÁSICA

-Brunner & Suddarth, Tratado de enfermagem médico-cirúrgica. ... Rio de Janeiro : Guanabara Koogan, 2014.
- Diagnósticos de enfermagem da NANDA-I: definições e classificação 2018-2020 [recurso eletrônico] / [NANDA International]; tradução: Regina Machado Garcez; revisão técnica: Alba Lucia Bottura Leite de Barros... [et al.]. – 11. ed. – Porto Alegre: Artmed.
-DOCHTERMAN, J. M.; BULECHEK, G. M. Classificação das Intervenções de Enfermagem (NIC). 4 ed. Porto Alegre: Artmed, 2008.
- Conselho Internacional de Enfermagem. CIPE® - beta 2 Classificação Internacional para as Práticas de Enfermagem. Trad. de Heimar de Fátima Marin. São Paulo; 2003. p. 214-6.
- ALBUQUERQUE, L. M. et al. Cipescando em Curitiba: Construção e implementação da Nomenclatura
de Diagnósticos e Intervenções de Enfermagem na Rede Básica de Saúde. Curitiba: ABEN, 2005.
-FUZIKAWA AK. O Método Clínico Centrado na Pessoa, Um resumo. Disponível em: https://www.nescon.medicina.ufmg.br/biblioteca/imagem/3934.pdf.
- FERREIRA DC, SOUZA ID, ASSIS CRS, RIBEIRO MS. A experiência do adoecer: uma discussao sobre saúde, doença e valores. Rev Bras Educ Med. 2014;38(2):283-8.