PLANO DE CURSO  
ANO: 2021
 
CURSO: ENFERMAGEM SÉRIE: 01
DISCIPLINA: INTRODUÇÃO À SAÚDE COLETIVA    
 

Aulas Teóricas: 76

A) EMENTA

A disciplina aborda a evolução histórica da Saúde Pública no Brasil, com ênfase nas Políticas Públicas de Saúde e Vigilância Epidemiológica, favorecendo o reconhecimento da importância da atenção primária para a Saúde da população nos níveis individual e coletivo.

B) OBJETIVOS / COMPETÊNCIAS


- Conhecer o processo histórico de saúde do Brasil com base no panorama epidemiológico, político e social em que se deu a construção do SUS.
- Conhecer a evolução da implantação de Programas de Saúde Pública no Brasil, correlacionando-os com as diferentes faixas etárias da população e as realidades epidemiológicas regionais.
- Conhecer os princípios que norteiam o acesso ao atendimento público de saúde no Brasil e os direitos dos usuários do Sistema Único de Saúde.


C) BASES TECNOLÓGICAS (CONTEÚDO PROGRAMÁTICO)


- História da Saúde: Evolução histórica e panorama econômico, político, social e epidemiológico do Brasil e sua relação com a criação de Programas de atenção à Saúde do Trabalhador. O INPS e o movimento político e social de atenção pública de saúde. A criação do SUS e a universalidade de acesso ao atendimento público de saúde. Políticas de Saúde no Brasil: Participação e Controle social do SUS.
- Princípios que norteiam os Direitos dos Usuários do SUS: Integralidade, Acessibilidade e Universalidade.
- Política Nacional de Atenção Básica: Estratégias de acolhimento do indivíduo, família e comunidade; Modelos de Atenção à Saúde: Visita Domiciliar e Consulta de Enfermagem.
- Diretrizes Operacionais do SUS: Pactos em defesa do SUS, Pacto em defesa da vida, Pacto de gestão; A descentralização e a gestão no SUS.


D) ATIVIDADES PRÁTICAS

Os estudantes realizarão visita em UBS, USF, Centro de Especialidade e Hospitais Públicos locais, a fim de reconhecerem as ações desenvolvidas e sua relação com o perfil epidemiológico local.


E) ATIVIDADES DISCENTES

Os estudantes realizarão trabalhos em grupo, visitas e levantamentos de dados epidemiológicos na comunidade.


F) AVALIAÇÃO

Os estudantes serão avaliados por meio de Provas Teóricas, Apresentação de Trabalhos, Apresentação de Seminários, participação nas Dinâmicas de Grupo, além da sua participação nas atividades propostas intra e extra-aula, interesse, e evolução do conhecimento.


G) BIBLIOGRAFIA BÁSICA

CARVALHO, G. I; SANTOS, L. Sistema Único de Saúde. São Paulo: Hucitec, 1995.
FORATINI, O. P. Epidemiologia Geral. Porto Alegre: Artes Médicas, 1986.
GIORDANI, A. T. Humanizando a saúde e o cuidar. São Caetano do Sul: Difusão Paulista de Enfermagem, 2008.
GIORDANI, A. T. Violências contra a mulher. São Caetano do Sul: Yendis, 2006.
LEAVEL, H. & CLARK, E. G. Medicina Preventiva. São Paulo: McGraw-Hill, 1976.
MENDES, Eugênio Vilaça. Distrito Sanitário: o processo social de mudança das práticas sanitárias do SUS. São Paulo - Rio de Janeiro: Hucitec - Abrasco, 1994.
MERHY, Emerson Elias. A saúde pública como política. São Paulo: Hucitec, 1992.
PAIM, J. S. Indicadores de Saúde no Brasil e relações com variáveis econômicas e sociais. Ver. Baiana S. Publ.; 75(2): 39-83, 1975.
PHILIPPI JÚNIOR, A. Saneamento do Meio. São Paulo: FUNDACENTRO; USP. Faculdade de Saúde Pública. Departamento de Saúde Ambiental, 1978. (edição atualizada)
TARRIDE, M. J. Saúde Pública: Uma complexidade anunciada. 20 ed. Rio de Janeiro: Fiocruz, 1998.
VANZIN, A. S.; NERY, M. E. S. Enfermagem em Saúde Pública: fundamentação para o exercício do enfermeiro na comunidade. Porto Alegre: Sagra Luzzato, 1994.