PLANO DE CURSO  
ANO: 2020
 
CURSO: ENFERMAGEM SÉRIE: 1
DISCIPLINA: BIOESTATÍSTICA    
 

Aulas Teóricas: 72

A) EMENTA

A disciplina visa à aquisição de conhecimentos sobre descrição, análise e interpretação de dados em saúde, permitindo ao aluno a interpretação dos dados estatísticos e sua utilização como ferramenta de planejamento e avaliação na educação em saúde.

B) OBJETIVOS / COMPETÊNCIAS


-Ser capaz de aplicar os conceitos e técnicas estatísticas no planejamento e organização da assistência técnica e administrativa de enfermagem.
-Construir, analisar e interpretar tabelas, gráficos, indicadores, medidas de tendência, posição e dispersão pertinente à área de atuação de acordo com as normas técnicas.
-Ser capaz de planejar e coletar dados, com a finalidade de avaliar, interpretar e elaborar distribuições de freqüências respeitando as normas e terminologias.
-Interpretar artigos científicos na área de enfermagem que utilizam análise estatística.
-Interpretar as estatísticas vitais, comumente utilizadas, e compreender as ramificações das informações epidemiológicas no atendimento aos pacientes e na prevenção de doenças.
-Familiarizar-se com os softwares estatísticos conhecidos e interpretar os dados da informática.


C) BASES TECNOLÓGICAS (CONTEÚDO PROGRAMÁTICO)


-Apuração, organização e sumarização de dados;
Interpretação e construção dos principais tipos de tabelas; Interpretação e construção dos principais tipos de gráficos de acordo com o tipo de variável estudada: diagrama de barras, de setores circulares, linear, histograma, polígono de frequência simples, representação gráfica de duas variáveis quantitativas e qualitativas.
-Medidas de tendência central: média, moda, mediana; Medidas de dispersão: valor mínimo e máximo, amplitude, variância, desvio padrão, quartil e percentil; Medidas de assimetria; Medidas simplificadas de tendência central para dados grupados; Medidas de associação: razão de prevalência, razão de incidência; razão de odds, qui quadrado de Pearson.
-Distribuição de probabilidade: noções de probabilidade e distribuição da normal; Principais características da curva normal.
-Transformação de uma distribuição normal arbitrária em uma normal padronizada.
-Estudo da tabela de áreas sob a distribuição normal para obter probabilidades; Estimação de parâmetros populacionais por ponto e por intervalo; Coeficientes e índices mais atualizados em saúde pública; mensuração de níveis de saúde; nível de uma vida; indicadores de saúde gerais e específicos.
-Introdução à pesquisa médica e principais desenhos de estudo; Métodos da medicina baseados em evidências.


D) ATIVIDADES PRÁTICAS

Os alunos realizarão exercícios para aplicação do conhecimento teórico adquirido em sala de aula.


E) ATIVIDADES DISCENTES

Os alunos realizarão pesquisa de campo, aplicando os conhecimentos teóricos na busca e análise de dados epidemiológicos na comunidade.


F) AVALIAÇÃO

Os alunos realizarão provas teóricas e trabalhos intra e extra-classe. Serão também avaliados quanto a frequência, evolução do conhecimento, realização das atividades práticas e pesquisa de campo.


G) BIBLIOGRAFIA BÁSICA

BÉRQUO, Elza Salvatori. Bioestatística. São Paulo: EPU, 1986.
DAWSON, Beth & TRAPP, Robert G. Bioestatística Básica e Clínica. 3 ed. Rio de Janeiro: McGraw-Hill, 2003.
FONSECA, Jairo Simon da; MARTINS, Gilberto de Andrade. 3 ed. Curso de Estatística. São Paulo: Atlas, 1996.
GUEDES, Marilda Lauretti da Silva & GUEDES, José da Silva. Bioestatística: para profissionais da saúde. Brasília (CNPq): Ao Livro Técnico, 1988.
SOUNIS, Emílio. Bioestatística. 3 ed. São Paulo: McGraw-Hill, 1986.