PLANO DE CURSO  
ANO: 2021
 
CURSO: COMUNICAÇÃO SOCIAL COM HABILITAÇÃO EM PUBLICIDADE E PROPAGANDA SÉRIE: 03
DISCIPLINA: COMUNICAÇÃO COMPARADA    
 

Aulas Teóricas: 74

A) EMENTA

A imprensa como fonte para as Ciências Humanas. Análise da imprensa diária e de periódicos, quanto à morfologia, ao conteúdo e à caracterização geográfica do noticiário e de peças publicitárias. Análise de outros sistemas de comunicação social: rádio e televisão. Estudos crítico-comparativos entre os elementos utilizados na composição gráfica de textos jornalísticos e publicitários: títulos, textos, ilustrações, imagens, fotos, cores etc.

B) OBJETIVOS / COMPETÊNCIAS

Formular perspectivas de análise, de interpretação e de estudos comparativos e contrastivos no campo da comunicação social, atentando para confrontos teóricos, linguísticos, científicos e artísticos.


C) OBJETIVOS ESPECÍFICOS

Criar condições para que o aluno, após estudos comparativos:
- perceba a eficiência da manipulação de valores na produção e interpretação de textos, a partir da compreensão das tipologias e técnicas de redação do discurso publicitário;
- produza textos com correção, clareza e adequação à estilística dos meios de comunicação.


D) CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

1. A imprensa como fonte para as Ciências Humanas
1.1. Disciplinas de processo: Antropologia, Sociologia, Filosofia, Linguística, Psicologia
1.2. Disciplinas do comportamento: Educação, Jornalismo, Linguagem, Literatura, Arte, etc.
1.3. Disciplinas de conteúdo: Política, Administração, Economia, Agronomia, Saúde Pública, etc.

2. Comunicação intercultural: jornais, revistas, rádio, televisão, panfletos etc.
2.1. Gêneros específicos de informação: notícias, propagandas e entretenimento

3. Análise de anúncios publicitários e textos diversos, na imprensa diária e periódicos, bem como de outros meios de comunicação, quanto:
3.1. à morfologia (apresentação gráfica)
3.2. ao conteúdo (fundamentos conceituais, métodos e técnicas)
3.3. ao gênero (editorial, notícia, entrevista, reportagem, propaganda etc.)
3.4. ao discurso (marcas do discurso; atos locutórios, ilocutórios e perlocutórios)
3.5. à análise hermenêutica (interpretação, resumo e crítica)
3.6. à caracterização geográfica

4. Estudo comparativo e contrastivo dos sistemas de comunicação social
4.1. Comparação entre os elementos utilizados na apresentação gráfica de anúncios publicitários: slogans, títulos, ilustrações, fotos, cores, mecanismos persuasivos etc.
4.2. Comparação entre os elementos utilizados na apresentação de um determinado assunto em jornais, revistas, televisão e rádio
4.3. Outras análises: músicas, filmes, contos etc.


D) ATIVIDADES DISCENTES

As atividades em classe e extraclasse serão desenvolvidas por meio de procedimentos didáticos específicos, sob forma de técnicas de ensino individuais e em grupo, de modo a envolver os alunos em aprendizagens significativas. Destacamos, dentre outras, as seguintes atividades: leituras, debates, discussões e análise de textos verbais e não-verbais (jornais, revista, filmes, histórias em quadrinhos, propagandas etc.), pesquisas e seminários, etc.


E) AVALIAÇÃO

O processo de avaliação será contínuo e concomitante ao desenvolvimento de cada unidade. Para efeito dessa avaliação, serão considerados todos os trabalhos resultantes das atividades desenvolvidas individualmente e em grupos: análise e interpretação de textos, de filmes, apresentação de seminários, exercícios e provas. Autoavaliação do aluno. Avaliação da disciplina e do professor.



G) BIBLIOGRAFIA BÁSICA

CITELLI, Adilson. O texto argumentativo. São Paulo: Scipione, 1994.
CONTRERA, Malena Segura. O mito na mídia: a presença de conteúdos arcaicos nos meios de comunicação. São Paulo: Annablume, 1996.
COSTELLA, Antônio. Comunicação: do grito ao satélite. São Paulo: Mantiqueira, 1984.
DAVIS, Flora. A comunicação não-verbal. São Paulo: Summus, 1996.
DUARTE, J. , BARROS, A. Métodos e técnicas de pesquisa em comunicação. São Paulo: Atlas, 2005.
FARINA, Modesto. Psicodinâmica das cores em comunicação. São Paulo: Edgar Blücher, 1986.
GARCIA, Othon M. Comunicação em prosa moderna. 14. ed. Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas, 1988.
MAINGUENEAU, Dominique. Análise de textos de comunicação. São Paulo: Cortez, 2001.
MANDRIK, David; FARACO, C. Alberto. Língua Portuguesa: prática de redação para estudantes universitários. 3ª edição. Petrópolis/RJ: Vozes, 1990.
MELO, José Marques. Estudos de jornalismo comparado. São Paulo: Pioneira, 1972.
PIZZINATO, Nádia Kassouf. Planejamento de marketing e de mídia. 2. ed. Piracicaba/SP: Editora Unimep, 1996.
TÁVOLA, Arthur da. Comunicação e mito: televisão em leitura crítica. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1985.


H) BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

ALVES, Nilda. Neologismo: criação lexical. São Paulo: Ática. 1990.
BARRETO, Roberto Menna. Criatividade em propaganda. 3. ed. São Paulo: Summus, 1982.
BERGER, John. Modos de ver. Trad. L. Olinto. Rio de Janeiro: Rocco, 1999.
BUCCI, Eugênio. Sobre ética e propaganda. São Paulo: Companhia das Letras, 2000.
CARVALHO, Nelly. Publicidade: a linguagem da sedução. São Paulo: Ática, 2001.
CORRADO, Frank M. A força da comunicação: quem não se comunica. Trad. Bárbara Theoto Lambert. São Paulo: Makron Books, 1994.
DeFLEUR, Melvin L.; BALL-ROKEACH, Sandra. Teorias da comunicação de massa. Trad. Octávio Alves Velho. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1993.
FÁVERO, Leonor Lopes. Coesão e coerência textuais. São Paulo: Ática, 1991.
HAYAKAWA, S. I. A linguagem no pensamento e na ação. Trad. Olívia Krähenbühl. 2ª edição. São Paulo: Pioneira, 1972.
KERCKHOVE, Derrick. A pele da cultura: uma investigação sobre a nova realidade eletrônica. Trad. Luís Soares e Catarina de Carvalho. Lisboa: Relógio D´Água, 1997.
MARCONDES FILHO, Ciro. Televisão. São Paulo: Scipione, 1994.
MARTINS, Jorge S. Redação publicitária: teoria e prática. 2. ed. São Paulo: Atlas, 1997.
MORIN, Edgard. Cultura de massas no século XX: o espírito do tempo. 8. ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1990.
PINHO, J. B. Comunicação em Marketing: princípios da comunicação mercadológica. 5. ed. ver. e atual. Campinas/SP: Papirus, 2001.
RANDAZZO, Sal. A criação de mitos na publicidade: como publicitários usam o poder do mito e do simbolismo para criar marcas de sucesso. Trad. Mário Fondelli. Rio de Janeiro, 1996.
WOLF, Mauro. Teorias da comunicação. 5. ed. Lisboa: Editorial Presença, 2001.